28/02/2013

A ferrovia mais alta do mundo

A Ferrovia Qinghai-Tibet é uma ferrovia de alta velocidade que liga Xining, província de Qinghai, a Lhasa, Região Autônoma do Tibet, na República Popular da China.



O comprimento da estrada de ferro é de 1,956 km. A construção dos 815 km 815, no trecho entre Xining e Golmud foi concluída em 1984 e a seção de 1,142 km entre Golmud e Lhasa foi inaugurada em julho de 2006.

 

Esta ferrovia é a primeira a ligar o Tibete a qualquer outra província, que, devido a sua altitude e terreno, é a última província na China continental a ter uma ferrovia.

 

A linha inclui a passagem de Tanggula, que está a 5072 metros acima do nível do mar, se tornando assim a ferrovia mais alta do mundo, além da Estação Tanggula que é a estação ferroviária mais alta do mundo a 5.068 m e o túnel Fenghuoshan é o túnel ferroviário mais alto do mundo com 4905 m.

 

A 4.010 m, o túnel Guanjiao é o mais longo túnel da ferrovia, entre Xining e Golmod com 3.345 m. Mais de 960 km, 80% da seção Golmod-Lhasa, está a uma altitude de mais de 4.000 m.

 

A construção foi um grande desafio para assentar mais de 1000 km de trilhos em lugares remotos, escavar 7 túneis e construir 675 pontes e 45 estações em uma altitude acima dos 4000 m.



Foram investidos US$ 3,68 bilhões e usados 20 mil trabalhadores e dois mil paramédicos, profissionais que durante 5 anos para dar forma à ferrovia Qinghai-Tibet, a mais alta e extrema do mundo.

 

A velocidade operacional é de 120 km / h e as cabines do trens são pressurizadas e existe um fornecimento de oxigênio para evitar o desconforto.



A ferrovia enfrentou desafios nos 550 km previstos no permafrost. O permafrost é constituído por terra, gelo e rochas congelados que no verão torna-se um solo pantanoso, uma vez que as águas não são absorvidas pelo solo congelado.

Localização por satélite

Ver mapa maior

0 comentários:

Postar um comentário

Acompanhar novas postagens deste site